O mercado de franchising oferece uma infinidade de opções para quem tem interesse em investir em um modelo de franquia. A grande variedade de segmentos possibilita que o empreendedor encontre a marca e o formato que mais se encaixam no seu perfil. Mas, em meio a milhares de opções, como escolher qual franquia abrir?

Para se ter uma ideia, de acordo com a ABF (Associação Brasileira de Franchising), em 2016, o Brasil chegou ao número de aproximadamente 142.600 unidades em funcionamento. São mais de 3 mil redes de franquias no país.

O faturamento do mercado de franquias no ano passado superou a casa dos R$150 bilhões, destacando-se como um dos setores mais positivos e sólidos da economia. A expectativa para este ano é de um crescimento entre 7% a 9%. São fatos e números que atraem a atenção de quem deseja empreender com mais segurança, aumentando as chances de sucesso.

Se você tem interesse, mas ainda tem dúvidas em relação à qual segmento e franquia investir, nós separamos algumas perguntas que vão te ajudar a refletir sobre seu perfil e te direcionar na escolha do modelo mais adequado para você.

1 – Qual o segmento que você mais se identifica?

De acordo com a ABF, o franchising nacional está dividido em 11 tipos de segmentos, onde temos mais de 44 subsegmentos. São eles:

Alimentação

  • Bares
  • Distribuição e produção
  • Docerias e sorveterias
  • Empórios, mercados e lojas de conveniência
  • Padarias
  • Restaurantes de serviço completo
  • Restaurantes de serviço rápido

Casa e Construção

  • Artigos para o lar
  • Construção
  • Imobiliárias
  • Manutenção
  • Móveis

Comunicação, Informática e Eletrônicos

  • Comunicação
  • Eletrônicos
  • Informática
  • Serviços gráficos e Livrarias

Entretenimento e Lazer

  • Brinquedos e Lazer
  • Serviços de entretenimento e Eventos

Hotelaria e Turismo

  • Agências de turismo
  • Hospedagem

Limpeza e Conservação

  • Lavanderias
  • Serviços de limpeza
  • Reparos

Moda

  • Acessórios pessoais
  • Calçados
  • Vestuário

Saúde, Beleza e Bem Estar

  • Cosméticos e Perfumaria
  • Cuidados pessoais
  • Esporte e Recreação
  • Farmácias
  • Odontologia
  • Óticas
  • Serviços médicos

Serviços Automotivos

  • Locação de veículos
  • Peças e acessórios
  • Serviços automotivos

Serviços e Outros Negócios

  • Consultorias
  • Logística
  • Outros negócios
  • Serviços administrativos

Serviços Educacionais.

  • Educação
  • Escolas de idiomas
  • Intercâmbio
  • Treinamento e Capacitação

Calma, sabemos que são dezenas de opções e isto acaba gerando muitas dúvidas em relação a qual segmento optar. Fique tranquilo, aqui na RZD já auxiliamos centenas de empreendedores a optarem por uma determinada área.
Reflita: em qual ramo você sempre sonhou em empreender? Qual o segmento que você mais se identifica? Você consegue se enxergar trabalhando neste negócio com muita dedicação?  Você se sentirá realizado e completo em atuar com este tipo de negócio?

 

2 – Você se sente motivado em atuar todos os dias nesse segmento?

Você precisa se perguntar o quão disposto está em dedicar esforços para dar andamento à operação. Alguns segmentos do franchising exigem disponibilidade integral do empreendedor. Se você não tem muito tempo para dedicar-se ao negócio, deve levar isso em consideração antes de escolher o segmento.

Mesmo em uma franquia, onde as chances de sucesso são maiores, nem tudo são flores, sempre existirão momentos de dificuldades. Por mais que você tenha um suporte para auxilia-lo nesses momentos, a sua motivação, dedicação e comprometimento farão toda a diferença na superação dos obstáculos e progresso da franquia.  

 

3 – Quanto tempo você terá para se dedicar ao negócio?

O sucesso de uma franquia ocorre quando todos os envolvidos estão cientes de suas obrigações. Não adianta possuir um excelente plano de negócios, suporte e treinamento do franqueador se você não se dedicar e se esforçar para fazer o negócio acontecer. Não investir energia e tempo necessário à frente da sua franquia refletirá diretamente nos resultados.

Esteja ciente que em muitos segmentos você terá que abrir mãos de finais de semana e feriados, nem sempre conseguirá tirar férias prolongadas e a sua jornada de trabalho será mais extensa. Mas também existem aqueles segmentos e marcas que permitem que você possua um gestor direto, ou seja, aquele profissional que desempenhará o seu papel na franquia, porém você não deve se abster de suas obrigações, afinal é o seu dinheiro que estará ali investido.  

 

4 – Você já possui experiência no segmento ou tudo será novidade?

Qual é o seu nível de conhecimento a respeito do segmento que deseja optar? Você já trabalhou neste ramo? Sabe quais serão as suas obrigações? O que você terá que apreender?  

Não necessariamente você precisa ter experiência no segmento, mas é muito aconselhável que você procure mais informações a respeito, saiba como é o dia a dia do negócio e qual o seu principal papel na franquia.
Uma das vantagens de optar pelo mercado de franquias, em relação a você decidir iniciar um negócio sozinho, é que você receberá a capacitação inicial e o suporte necessário do franqueador, ou seja, toda a experiência e conhecimento do segmento serão repassados, aumentando as chances de sucesso do negócio.

 

5 – Qual é o potencial desse segmento em sua cidade?

É importante avaliar se o mercado que você deseja atuar está em expansão, estagnado ou em retração na cidade que pretende abrir a franquia. Se não houver demanda, ou seja, público potencial suficiente que justifique uma unidade em determinada localização, o negócio poderá não gerar o retorno que você esperava. Nem sempre ter muitos concorrentes no local pode ser um fator negativo, analise como a marca se posiciona, quais os seus diferenciais e o foco de atuação.

 

6 – Quais são suas habilidades: atender diretamente o público ou gerenciar uma equipe?

Você possui perfil mais comercial ou tem mais habilidade na área de gerenciamento? Ao realizar uma autoanalise você deve considerar qual perfil você se destaca mais.

Não existe melhor ou pior, as duas características são importantes no mundo dos negócios, cada franquia necessita de um tipo de perfil.

Por exemplo, franquias do tipo home-based, onde o franqueado é o único responsável pela construção dos resultados, seja vendendo produtos ou serviço e os executando, ter um perfil mais comercial é imprescindível. Agora, em uma franquia de maior porte com diversos funcionários o papel do franqueado geralmente será mais focado na gestão.
Faça uma autoanálise sobre seus pontos fortes e fracos antes de entrar no segmento de interesse. Seu conhecimento e habilidades pessoais refletirão diretamente no desenvolvimento e sucesso da franquia.

 

7 – Qual é o seu capital disponível para investir?

A escolha de qual franquia abrir deve levar em conta o seu capital disponível para o investimento. O investimento inicial deve contemplar despesas com custos burocráticos (como emissão de documentos, registros, alvarás e certificações), despesas com o imóvel, compra de equipamentos, compra de estoque (no caso de comércio), taxa de franquia e entre outros.

Além desses itens que você terá que investir, existe um de extrema importância para a saúde financeira da franquia e que em muitos casos acaba sendo desprezado. Estamos falando do capital de giro.
Mesmo que o planejamento apresentado pela franqueadora aponte para resultados positivos logo no início, contar com um capital de giro é minimizar o risco de não ter condições para cumprir as suas obrigações a vencer, procurando manter o equilíbrio entre as contas a pagar e a receber até que o negócio atinja o seu período de maturação e de conquista do seu público.
Caso você não disponha de capital para honrar seus compromissos, você deverá recorrer a capital de terceiros, como bancos e financeiras, onde são cobradas as taxas de juros, o que pode dificultar o seu resultado e até ser o início de um grande problema.

Para quem não dispõe do capital necessário para o investimento, outra possibilidade é a de abrir uma franquia em sociedade. Mas é preciso certos cuidados para que a parceria não se transforme em uma dor de cabeça. Aqui no blog, nós já falamos sobre o que você precisa saber para montar uma sociedade de sucesso.

 

8 – Você terá que recorrer a financiamentos?

O investimento em franquias é considerado mais seguro em relação a outros tipos de empreendimentos, já que elas têm uma taxa de mortalidade bem inferior aos negócios próprios. Ainda de acordo com um levantamento feito pela ABF, em parceria com o Sebrae, apenas 3,7% das unidades franqueadas fecham nos primeiros dois anos. Já em relação as micros e pequenas empresas convencionais o número chega a 24%.

Por isso, atualmente, existe um maior número de instituições financeiras dispostas a conceder créditos voltados especialmente para quem deseja abrir uma franquia. Mas é preciso cautela, começar um negócio com dinheiro emprestado ou através de financiamentos pode não ser o melhor caminho. O ideal é que você tenha a toda ou a maior parte do capital necessário para investir na franquia.
Caso você opte por financiar parte do capital, é aconselhável não depender dos resultados financeiros iniciais da franquia para honrar os pagamentos mensais. O negócio tem o seu período de maturação e pode levar um certo tempo até atingir o ponto de equilíbrio e começar a gerar lucro.
Você possui outra fonte de renda capaz de honrar o financiamento? Quem será o responsável por manter as despesas do seu lar até que a franquia comece a ter resultados positivos?

Reflita sobre essas questões, quando você decidir qual franquia abrir isso impactará não somente na sua vida e sim nas pessoas dependentes de você.

 

9 – Quanto você espera faturar com uma franquia?

Desconfie de números mirabolantes que fujam da realidade do mercado e que prometam altos ganhos em um período curto de tempo. Nem tudo no mundo das franquias é um conto de fadas. É necessário alinhar suas expectativas de faturamento com o modelo de negócio escolhido. Normalmente, franquias que exigem maior investimento são as que apresentam números mais robustos. Mas isso não significa que franquias que demandem investimentos menores não são capazes de gerar resultados maiores que o esperado.

 

Reflita sobre oportunidades

O mercado está cheio de oportunidades, mas para ter sucesso é preciso ter cautela ao optar por qual franquia abrir. Será uma grande mudança, tanto na sua vida profissional, quanto pessoal. Esteja seguro em fazer a sua opção. 
Reflita sobre todas essas questões e, com certeza, você terá mais confiança para escolher o melhor segmento e a marca que mais se encaixa em seu perfil.

 

Sabia que podemos te ajudar?

Antes de fazer qualquer investimento, é aconselhável buscar opinião de profissionais experientes na área. Seu interesse é fazer parte do mercado de franchising, não é? A RZD consultoria oferece todo o suporte necessário. Nós trabalhamos com diversas marcas e podemos encontrar a que mais se encaixa no seu perfil.

Leave a Reply